Como fica o bem-estar do idoso durante a pandemia?

bem-estar do idoso
7 minutos para ler

Vivemos um momento inusitado diante da pandemia do coronavírus. Toda população mundial deve se resguardar em casa até que os pesquisadores encontrem uma vacina contra a Covid-19, saindo apenas para atividades essenciais. Essa é a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). No entanto, devemos ter um olhar mais atento com o bem-estar do idoso, pois ele se encontra no grupo de risco.

Logo, ficar de quarentena não quer dizer que o idoso está bem e protegido, porque o distanciamento social pode afetar tanto a saúde física quanto mental dele, gerando sentimentos de solidão, ansiedade, estresse e depressão.

Além disso, com o isolamento e a falta de movimentação constante, podem surgir complicações de hipertensão e diabetes, entre outros problemas. Por isso, veja a seguir como manter a saúde do idoso neste período de pandemia.

Quais são os impactos da pandemia no bem-estar do idoso?

O coronavírus impactou a vida de todas as pessoas, em especial dos idosos, que devem evitar que seus familiares e amigos frequentem suas casas, além de não poderem sair com frequência nem mesmo para fazer compras no supermercado.

Nessa falta de contato social, podem aparecer doenças relativas ao bem-estar físico, emocional e mental, uma vez que eles sentem dificuldades de lidar com a interação virtual e já têm uma saúde fragilizada.

Assim, há uma deterioração da parte cognitiva que pode variar de acordo com a idade, trazendo consequências como depressão, ansiedade, estresse e até pensamentos suicidas. Outro problema está no agravamento de doenças preexistentes, a exemplo da hipertensão devido ao coronavírus.

Como os familiares não podem cuidar deles pessoalmente, os idosos acabam se esquecendo de tomar os medicamentos ou, ainda, ingerem mais doses por não se lembrarem. A falta de exercícios que auxiliam em diversas situações da saúde também compromete o corpo, dependendo de seu problema.

Qual é a importância do bem-estar do idoso em tempos de pandemia?

Para os idosos não se sentirem sem utilidade, desconfortáveis e com tempo ocioso, é fundamental fazer atividades que evitem ou diminuam esses impactos negativos significativamente.

Dessa maneira, manter seu bem-estar é de suma importância para os problemas de saúde existentes não serem agravados e evitar o desenvolvimento de outros. Ainda, o ancião precisa perceber que é útil, amado e lembrado, ou seja, que é importante tanto para a família e amigos quanto para a sociedade.

Como manter o bem-estar do corpo e da mente na pandemia?

Com o intuito de incentivar os idosos a ficarem em casa, é necessário buscar atividades que ocupem seu dia e que faça bem à sua saúde. Assim, corpo e mente devem ser trabalhados constantemente para haver um equilíbrio. Veja a seguir como manter o bem-estar físico e mental na terceira idade.

Comece a escrever

Uma das maneiras para exercitar a mente é escrever. Então, faça um diário contando como está sendo essa pandemia e a quarentena. Com isso, as novas gerações poderão ler esses registros. Afinal, você faz parte dessa história mundial. Também pode produzir um relato de suas memórias contando sua vida, que tal?

Mantenha a vitamina D

Com o passar dos anos, a produção de vitamina D diminui no nosso organismo. Consequentemente, isso provoca fratura nos ossos e menos cálcio, gerando cansaço e dores musculares.

Portanto, tome banho de sol de 15 minutos por dia para melhorar a produção da vitamina e dos hormônios. Pode ser no quintal ou na varanda de casa, por exemplo, para não se expor na rua. Isso também ajuda a equilibrar as emoções.

Desenvolva hábitos saudáveis

Sedentarismo e comidas inadequadas fazem mal ao coração. Por isso, alimente-se nas horas certas, reduza a quantidade de sal dos alimentos e consuma mais verduras, legumes e frutas. Inclusive, tenha uma boa noite de sono e mantenha o corpo em movimento.

Faça exercícios físicos em casa

Já que não se pode ir à academia ou sair pelas ruas, faça exercícios físicos em casa. Na internet há diversos tipos de aulas, contudo, converse antes com o seu médico ou um professor de educação física para saber quais são os mais indicados ao seu caso.

Descubra seu hobby

Avalie o que mais gosta de fazer como hobby (passatempo) e preencha seu tempo realizando-o neste momento de isolamento. Pode ser bordar, fazer palavras cruzadas, trabalhar com marcenaria, cozinhar e tantos outros. As opções são muitas, portanto, escolha algumas delas.

Tome cuidado ao acessar informações

A internet está cheia de informações, logo, tome cuidado com o que acessa para não consumir notícias erradas ou falsas. O ideal é checar as fontes e comparar em outros sites de referência o que está procurando. Inclusive, não baixe ou clique em links desconhecidos, pois eles podem roubar seus dados pessoais.

Faça meditação

A meditação traz grande bem-estar ao corpo, à mente e à alma. Dessa maneira, aproveite para aprender e faça por uns 10 minutos por dia. Se não consegue meditar sozinho, existem vídeos e áudios que direcionam a meditação, basta escolher.

Conecte-se com a tecnologia

Use a tecnologia dos celulares para realizar videochamadas ou ligações. Desse modo, conseguirá conversar e ver os familiares e amigos. Caso não saiba como fazer, peça a ajuda de um familiar. Além disso, por que não criar um perfil em uma rede social para reencontrar velhos conhecidos?

Como otimizar a rotina na quarentena?

Devido à pandemia, a rotina das pessoas foi quebrada. Consequentemente, muitas vezes, elas se sentem perdidas e com dificuldades de otimizar seu tempo. Caso não tenha que trabalhar, poderá aproveitar para fazer um curso, ler um livro, arrumar os armários, entre outros.

Mas caso precise trabalhar em casa, deve compreender a relevância desse trabalho e fazer com que os demais moradores também entendam, se houver. Diante disso, veja como organizar sua vida:

  • faça um planejamento diário para conseguir realizar tudo que precisa;
  • crie metas para o dia;
  • use o cronômetro ao fazer as atividades;
  • dê intervalos de descanso;
  • separe um tempo para ver um bom filme, usar as redes sociais etc.;
  • comemore ao final do dia tudo que conseguiu fazer;
  • planeje o dia seguinte.

Como ter contato com a família a distância?

O distanciamento social não tem sido fácil de manter. No entanto, ele pode ser reduzido mantendo contato com seus familiares por meio das redes sociais, videochamadas e videoconferências.

Portanto, use o Whatsapp, o Skype ou o Zoom para conversar com várias pessoas ao mesmo tempo, de modo que os laços de amizade e de família não se percam. Logo, ao usar a tecnologia, poderá trocar informações, receitas, conhecimentos e muito mais.

Enfim, esperamos que essas dicas ajudem no bem-estar do idoso durante a pandemia da Covid-19. Aproveite para viver cada momento de acordo com suas condições e sem perder o contato com as pessoas queridas.

Achou o post interessante? Aproveite e compartilhe em suas redes sociais para que mais idosos possam cuidar do seu bem-estar nesta quarentena.

Você também pode gostar

Deixe um comentário