Afinal, como curar uma gripe? Saiba mais neste post!

como curar gripe
6 minutos para ler

Tosse, espirros, coriza, febre e fadiga: esses são alguns dos sintomas mais comuns de infecções respiratórias, que costumam surgir entre os meses de outono e inverno. Para se recuperar mais rapidamente, vale a pena adotar alguns cuidados, como repouso e maior ingestão de água. Uma dúvida muito frequente é como curar gripe. Mas será que isso é possível?

Apesar de muitos confundirem, há diferença de gripe e resfriado. A gripe é uma infecção viral e, embora normalmente tenha evolução benigna, sem maiores problemas, não é possível curá-la. No entanto, a boa notícia é que existem vários cuidados que podem reduzir os efeitos negativos e contribuir para a recuperação em pouco tempo.

Quer saber mais? Então, continue a leitura deste artigo e descubra como tratar os sintomas da gripe e garantir o seu bem-estar!

Existe uma maneira de curar a gripe?

A doença é uma infecção respiratória viral que, geralmente, não apresenta consequências graves. Apesar disso, o desconforto e os sintomas podem persistir por cerca de uma semana. Nesse período, a pessoa afetada costuma ter febre, coriza, tosse, mal-estar e, às vezes, dor de garganta.

Na maior parte dos casos, o tratamento é apenas sintomático, com o objetivo de reduzir os incômodos. O repouso, o uso de antitérmicos e a limpeza das vias respiratórias, para facilitar a respiração, costumam ser suficientes. Normalmente, após o ciclo do vírus, a pessoa afetada recupera sua saúde e bem-estar.

Porém, em algumas situações, a gripe pode evoluir para pneumonia, gerando uma condição séria para seus portadores. Por isso, a vacinação é tão importante, além de outros cuidados para impedir a contaminação — por exemplo, evitar aglomerações ou ambientes fechados.

Aliás, é justamente por causa disso que as gripes (assim como outras infecções respiratórias) afetam mais frequentemente as pessoas nos meses de outono e inverno. Por causa do frio, elas permanecem em locais fechados, com pouca circulação de ar, o que acarreta um contágio mais intenso e ágil.

Além disso, o clima nos meses mais frios do ano costuma ser seco, isso aumenta a incidência de alergias. Embora não estejam diretamente relacionadas à gripe, tais doenças contribuem para a dificuldade respiratória e produção de muco. No caso de contaminação pelo vírus da gripe, esses sintomas podem se tornar mais fortes e comprometer ainda mais a pessoa acometida.

Tendem a ser mais sérios os casos de gripe em crianças, idosos ou nos indivíduos com outras patologias respiratórias delicadas (como portadores de asma, bronquite ou sinusite crônica, por exemplo). Por isso, mesmo que os sintomas sejam leves, vale a pena investir em cuidados para evitar o agravamento e garantir o bem-estar.

Como amenizar os sintomas e curar a gripe?

Saber como curar a gripe (ou melhor, como tratar os seus sintomas corretamente) é fundamental para garantir a recuperação mais rápida. Confira as nossas dicas para se sentir melhor!

Fique em repouso

O organismo precisa usar toda a sua energia para combater a gripe. Assim, o ideal é ficar em repouso. Esse não é o momento de fazer exercícios físicos nem outras atividades adiáveis. Descanse e espere seu corpo se recuperar. Além disso, procure ficar em casa para não proliferar o vírus.

Tome bastante líquido

Manter a hidratação é essencial, especialmente em casos de febre. Por causa do aumento da temperatura, o organismo pode sofrer desidratação, agravando os sintomas da gripe.

Além da ingestão de água, que é fundamental, a pessoa com gripe pode se beneficiar da alimentação líquida, mais fácil de ingerir. Sucos naturais e sopas são boas alternativas nesse momento, mantendo a hidratação e proporcionando os nutrientes necessários.

O uso de chás também é positivo, pois contribui tanto para o bem-estar quanto para a recuperação. Escolhas recomendáveis para quem está com gripe são chás de hortelã, de gengibre e de capim-limão.

Faça gargarejo

Se sentir desconforto na garganta ou sinais de inflamação, gargarejos com água morna e sal, ou apenas água morna, podem ajudar. No entanto, é importante ter atenção: em alguns casos, a inflamação evolui para uma infecção bacteriana que deve ser combatida com antibióticos específicos, os quais precisam ser prescritos por um médico.

Combata os primeiros sintomas

Ao sentir que os sintomas da gripe estão começando a aparecer, o ideal é começar a seguir as dicas anteriores o mais rápido possível: descanse, aumente a ingestão de líquidos, faça gargarejos e adote cuidados extras para manter as vias respiratórias limpas. Quando não há infecção, a limpeza com soro fisiológico ou inalação (sem medicamentos) é suficiente.

Siga as recomendações médicas

Como explicamos, na grande maioria dos casos, a evolução da gripe é benigna. Assim, apenas os seus sintomas devem ser tratados. Caso tenha febre, procure atendimento médico para saber qual o remédio recomendado. Cuide da higienização nasal, para evitar coriza, e mantenha a hidratação, alimentação e repouso.

Se perceber os sintomas piorarem, é importante buscar orientação médica para verificar a sua situação e ter o tratamento adequado para ela. A prescrição de medicamentos dependerá do quadro, mas, normalmente, podem ser indicados antitérmicos para a febre, anti-inflamatórios ou antibióticos para a garganta, descongestionantes nasais e outros para combater sintomas como tosse e coriza.

Como a nebulização ajuda na recuperação da gripe?

A nebulização não é exatamente um tratamento para curar a gripe, mas alivia — e muito — os sintomas. Isso acontece porque ela umidifica as vias aéreas, facilitando a respiração e reduzindo o muco produzido pela infecção viral.

Quando sentir os primeiros sintomas da gripe, uma boa estratégia é investir na limpeza das vias aéreas, o que pode ser feito por meio da nebulização com soro. Especialmente em crianças menores, essa alternativa é mais simples e confortável do que a administração de gotas nas narinas, o que garante melhor aderência ao tratamento. 

Pessoas que já sofrem com alergias respiratórias também devem investir na nebulização, mesmo sem apresentarem sinais de resfriado ou contágio pelo vírus influenza. Assim, embora não exista uma forma de curar a gripe, é possível se prevenir ou amenizar os seus sintomas, garantindo o conforto nesse período.

Gostou de saber mais sobre o tratamento das infecções respiratórias? Então, assine a nossa newsletter e receba outras informações importantes diretamente em seu e-mail para garantir a saúde de sua família!

Você também pode gostar

Deixe um comentário