fbpx

Como evitar a sinusite em crianças. Saiba tudo nesse texto!

como evitar a sinusite
6 minutos para ler

Nariz escorrendo, tosse, febre são sintomas que toda mãe conhece bem e que podem significar mais do que uma gripe, muitas vezes exigindo um tratamento com antibióticos. Por isso, saber como evitar a sinusite nas crianças é muito importante. 

Como um simples resfriado pode se tornar um gatilho para esse tipo de complicação, as crises de sinusite são frequentes, podendo uma criança saudável apresentar cerca de cinco episódios em um ano. No entanto, alguns cuidados com a lavagem nasal e a nebulização podem ajudar a evitar esse problema, garantindo noites de sono mais tranquilas para mães e filhos. 

Neste post, entenda o que é a sinusite, como ela se manifesta em crianças e confira nossas dicas para mantê-la bem longe do seu filho. Continue lendo!

O que é sinusite e como ela atinge crianças?

A sinusite é uma inflamação da mucosa localizada nos seios da face — cavidades ósseas ao redor dos olhos e do nariz e nas maças do rosto. É comum acometer também a mucosa nasal, sendo chamada rinossinusite.

O problema ocorre em função do acúmulo de secreção, podendo ser secundário a uma infecção, quadro alérgico, doenças respiratórias ou mesmo outros fatores que atrapalhem o fluxo e a drenagem da secreção. É o caso, por exemplo, de questões anatômicas como o desvio de septo. 

Em crianças, a doença costuma se manifestar após uma gripe ou resfriado e melhora gradualmente dentro de 5 a 7 dias. No entanto, quando os sintomas persistem por mais de dez dias, provavelmente, sugerem uma infecção bacteriana e o tratamento inclui o uso de antibióticos. 

A infecção aguda é muito comum em crianças e bebês, especialmente por causa da imaturidade imunológica. Bastou começar a frequentar a creche para os resfriados se tornarem o estopim para os sintomas da sinusite aparecerem. Qualquer secreção estancada acaba levando ao quadro infeccioso. 

A sinusite também pode ser crônica, com duração de mais de 12 semanas. Nesse caso, os sintomas são variados e as causas podem estar associadas a asma, deficiência no sistema imunológico, desvio de septo e outras.  

Quais os principais sintomas?

Os sintomas clássicos da sinusite aguda incluem obstrução nasal, febre, catarro e coriza. Enquanto em adultos é comum a dor de cabeça e a pressão em regiões localizadas da face, dificilmente crianças pequenas relatam esses sintomas, embora as mais velhas possam se queixar. 

A tosse é muito comum em crianças pequenas, especialmente ao deitar-se, quando a secreção escorre ou pinga na traqueia, causando irritação. De maneira geral, os sintomas da sinusite infantil se confundem com o de qualquer resfriado, mas evoluem para tosse intensa com muita secreção. 

Os sinais da sinusite podem ainda incluir dor de ouvido e garganta, secreção nasal amarelada, dor facial, irritabilidade, perda de apetite, mau hálito e distúrbios do sono. 

Como evitar a sinusite?

Como já foi explicado, independentemente da origem, a inflamação dos seios nasais ocorre em função da secreção represada. Portanto, tudo que ajudar a fluidificar a secreção e evitar o acúmulo é importante.

Aposte na nebulização

Uma excelente alternativa para hidratar a secreção, ajudando a eliminá-la, é a nebulização, que pode ser feita com soro fisiológico a fim de evitar a sinusite ou, até mesmo, com medicamentos prescritos pelo médico para tratá-la. 

A nebulização apenas com soro ajuda a mobilizar a secreção, umedecer e hidratar as vias respiratórias, além de estimular a tosse, facilitando a expectoração. Sendo assim, ela não só previne a sinusite como alivia os seus sintomas. 

Faça lavagem nasal 

Use soro fisiológico diversas vezes ao dia, mas é ideal realizar uma lavagem com o soro morno, deitando seu filho de lado na cama ou trocador e, quando a criança for maior, pode ser feita na pia, mas sempre com a cabeça pendida para um dos lados, e não na vertical, a fim favorecer o escoamento. 

A temperatura do soro é importante, portanto, se estiver na geladeira, você deve aquecê-lo antes. O soro gelado em contato com a secreção terá o efeito contrário, tornando-a mais espessa.

Ofereça muito líquido

A chave para evitar a sinusite é a hidratação, assim, é importante oferecer muita água para as crianças pequenas, pois, muitas vezes, mesmo sentindo sede, não se lembram de pedir ou beber água. 

A água ajuda a umidificar as vias aéreas e diluir as secreções, auxiliando a sua eliminação. Entre 1 e 3 anos, recomenda-se 900ml por dia, incluindo leite materno. Já crianças dos 4 aos 8 anos devem ingerir 1,2 litro.

Umidifique o ar 

Outra dica que pode amenizar os riscos de uma crise é umidificar o quarto, especialmente nas noites em que o ar-condicionado for ligado. Ele é um dos vilões da sinusite, já que resseca as vias aéreas, favorecendo a proliferação de bactérias. 

Estimule a fisioterapia respiratória

Mais uma vez, é importante mencionar que as secreções precisam estar em movimento no organismo. Quando elas se depositam ou acumulam em algum ponto, acabam favorecendo a infecção. Assim, uma forma de mobilizá-la é realizar exercícios respiratórios, o que pode ser mais difícil para crianças. 

Por isso, estimule brincadeiras de soprar, use do lúdico, pedindo que ela cheire a flor e sopre uma vela, por exemplo. Você também pode usar uma bolinha de ping pong e pedir que ela sopre para mover a bolinha. Outra boa dica é oferecer bebidas com um canudo. 

Em resumo, a sinusite é uma doença bastante comum e que pode apresentar causas diversas, desde um resfriado comum até uma infecção fúngica. Em crianças, ela é ainda mais frequente e pode gerar sintomas desagradáveis, incluindo febre alta, abatimento, perda de apetite e muita tosse. 

Portanto, como se diz por aí, é melhor prevenir do que remediar. Sem dúvidas, o segredo para evitar a sinusite é a hidratação. Já a nebulização e a lavagem nasal são as principais estratégias para diluir a secreção e ajudar a criança a colocá-la para fora, especialmente as crianças menores, que costumam ter dificuldades de assoar ou cuspir e acabam engolindo o catarro. 

Gostou do nosso post sobre como evitar sinusite nos pequenos? Então, aproveite e confira os nebulizadores da Omron

Você também pode gostar

Deixe um comentário