fbpx

Cuidados com a casa: tudo o que uma pessoa alérgica precisa saber

cuidados com a casa
17 minutos para ler

Você costuma ter cuidados com a casa, como limpar cortinas ou arejar o colchão? Embora sejam atitudes simples para garantir mais higiene e bem-estar, muitas pessoas não costumam adotá-las com frequência, o que pode levar a problemas de saúde, como alergias respiratórias.

O fato é que as mesmas preocupações que temos quanto à higiene em locais públicos devem ser aplicadas em nossa casa, onde pode conter muitas fontes de doenças com o acúmulo de ácaros e outros microrganismos. Exemplo disso é uma toalha de rosto trocada com pouca frequência e exposta em um ambiente que pode conter milhares de bactérias, como o banheiro.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para apresentar os principais cuidados com a casa que devemos ter para evitar ou mesmo amenizar as alergias respiratórias. Para tanto, vamos explicar como uma limpeza correta pode prevenir doenças respiratórias, proteger as pessoas que já sofrem com esse problema e evitar crises de asma, rinite, bronquite, entre outras. Acompanhe!

A ação dos ácaros nas alergias respiratórias

A alergia é uma resposta do sistema imunológico como defesa às substâncias estranhas que atingem o organismo. Entre os principais agentes alergênicos estão os ácaros que, apesar de serem organismos muito pequenos, visíveis apenas por um microscópio, podem causar grandes problemas para a saúde.

No entanto, para que eles provoquem reações alérgicas, a pessoa precisa já apresentar algum problema, como a asma ou a rinite, que são as alergias respiratórias mais comuns. Os ácaros ficam abrigados em qualquer lugar dentro de casa e são os principais responsáveis por alergias respiratórias e até mesmo alterações na pele.

Mas adotando algumas práticas de higiene da casa e acessórios utilizados para dormir, é possível prevenir e amenizar os sintomas das doenças diretamente provocadas por ácaros, como sinusite, rinite, bronquite, dermatite, entre outras, que podem ser agravadas com as alergias.

A importância dos cuidados com a casa para as pessoas alérgicas

O acúmulo de pó e ácaros pode desencadear diversos sintomas de alergias respiratórias como dor de cabeça, coriza, espirros, obstrução nasal, chiado, falta de ar, tosse, coceira no nariz, olhos e garganta, entre outros sinais. Os microrganismos procuram ambientes que sirvam de abrigo e contenham alimentos necessários para viverem e se proliferarem.

Em nossas casas, os ácaros encontram matérias orgânicas como vegetais, fungos, excrementos de animais, fios de cabelo, descamações da nossa pele e resíduos de alimentos em grandes quantidades para se alimentarem. Assim, a melhor maneira de reduzir a ação desses microrganismos é diminuir as fontes dos elementos que eles necessitam para sobreviver.

Quando reduzimos a fonte de alimentação dos ácaros, também diminuímos a probabilidade de crescimento de colônias. Dessa forma, criar e manter uma rotina de limpeza em casa é fundamental para evitar problemas respiratórios, como sintomas de bronquite asmática, rinite e asma, além de outras alterações no sistema respiratório.

Embora seja impossível ter uma casa 100% à prova de alergias, podemos adotar alguns hábitos que amenizam os problemas e controlam a qualidade do ambiente. Para tanto, basta adotar algumas medidas simples e eficazes, como as que comentaremos a seguir, para afastar os elementos causadores de alergias.

Mantenha portas e janelas abertas para arejar os ambientes

Um dos aspectos mais importantes para pessoas alérgicas é manter todos os cômodos da casa bem arejados. Assim, sempre que possível, deixe as janelas abertas, colocando móveis e outros objetos em posições que permitam a entrada da luz natural e a circulação do ar. Isso ajuda a evitar o acúmulo de poeiras, pelos e sujeiras que facilitam o aparecimento de ácaros e fungos.

Utilize desumidificador de ar

Os desumidificadores de ar são aparelhos que ajudam muito no combate às alergias, pois ao buscar abrigo, o ácaro precisa de umidade acima de 60% para sobreviver. Dessa forma, a instalação de um desumidificador com capacidade volumétrica compatível com o espaço faz com que o ambiente fique inóspito para os ácaros.

Com isso, os microrganismos morrem ou abandonam o ambiente, indo para outro lugar. Por esse motivo, é importante que toda a casa seja desumidificada, assegurando que eles não migrem para ambientes da residência que não foram protegidos.

Instale esterilizadores de ar

Outra opção é a instalação de um esterilizador de ar, que tem a capacidade de purificar o ar, eliminando fungos (mofo e bolor), vírus e bactérias por meio de um sistema que conta com circuitos internos que podem atingir uma temperatura de até 320ºC.

Esse sistema funciona porque os ácaros necessitam dos fungos do ambiente para digerirem os seus alimentos, como a pele humana e de animais. Uma vez que o aparelho elimina os fungos do ar, o ciclo biológico desses microrganismos fica comprometido, levando-os à morte ou à fuga para outros ambientes.

Faça uma limpeza profunda periodicamente

Considerando que, em apenas um ano de uso, os sofás, tapetes e carpetes chegam a armazenar quase 5 milhões de ácaros, é fundamental higienizar esses itens de maneira mais profunda e periódica. Assim, é só fazer a manutenção diária da limpeza para controlar os agentes alergênicos.

Prefira objetos com tratamento antiácaro

É possível encontrar no mercado capas protetoras impermeáveis e com tratamento antimicrobiano para colchão e travesseiro. Esses produtos impedem a passagem de líquidos, ácaros, bactérias, fungos e o acúmulo de partículas alergênicas, proporcionando mais proteção para a saúde. As mais eficientes são as que têm zíper, pois fazem com que os microrganismos fiquem “aprisionados”.

Defina uma rotina de limpeza

Manter uma casa sempre limpa e evitar o acúmulo de ácaros e bactérias nem sempre é fácil. Uma forma de não esquecer os cantos da casa e não deixar passar muito tempo sem limpar algum local ou objeto é estabelecer uma rotina de limpeza, definindo a frequência e anotando em uma agenda. Veja, a seguir, algumas dicas que podem ajudar!

Sala

Evite sofás, tapetes e cortinas de tecidos que acumulam muito pó, preferindo materiais fáceis de lavar, como tecidos impermeabilizados e pisos frios. O ambiente deve ser limpo com frequência, caso contrário, pode provocar várias alergias, como asma, rinite em crianças, dermatite atópica e conjuntivite.

Para aspirar o cômodo é interessante utilizar aspiradores confeccionados com filtro HEPA, que filtra mais de 90% das impurezas, eliminando ácaros, vírus e bactérias do local. A frequência ideal de limpeza para os principais itens desse ambiente é:

  • tapetes e cortinas — lavar a cada 15 dias;
  • carpete — aspirar 2 vezes por semana e lavar com uma solução de água, vinagre e bicarbonato de sódio a cada 15 dias;
  • sofá — passar aspirador no mínimo uma vez por semana e impermeabilizar 1 vez por ano;
  • janelas— limpar 1 vez por mês.

Quarto

É fundamental ter alguns cuidados para evitar o acúmulo de ácaros que ficam alojados no colchão e no travesseiro. Para isso, é importante deixar o quarto receber a luz do sol, para que o ambiente fique sempre arejado e seco. Da mesma forma, é muito importante evitar o acúmulo de poeira nos objetos, cantos das paredes e piso. A frequência para limpar o cômodo pode ser a seguinte:

  • móveis, piso e objetos — aspirar o pó a cada 2 dias;
  • colchão — aspirar a cada 15 dias e deixar arejar por, no mínimo, 30 minutos antes de colocar nova roupa de cama;
  • roupa de cama — trocar semanalmente e, em estações mais quentes, 2 vezes por semana;
  • travesseiro — devido à absorção de suor e oleosidade da pele e cabelo, o produto acumula ácaros, bactérias e fungos. Para eliminar os microrganismos, ele deve ser lavado a seco a cada 6 meses.

Uma dica que merece destaque é a higienização e limpeza do colchão a seco a cada 3 meses com bicarbonato de sódio — um poderoso item de limpeza. Para isso, basta polvilhar o produto (seco) sobre toda a superfície e deixar agir por 35 a 40 minutos. Depois, você deve friccionar o colchão com uma escova macia, principalmente em locais com manchas, deixar agir por mais 10 minutos e passar o aspirador.

Escritório

Esse é outro cômodo da casa que não deve ser esquecido, a fim de evitar problemas respiratórios e de pele. Esse ambiente costuma ter documentos antigos, parados há anos, podendo conter uma grande quantidade de pó. Para evitar o aumento de ácaros e bactérias nesse cômodo, é preciso mantê-lo arejado e aspirado, evitando carpetes e cortinas.

Quanto aos livros, caixas e documentos, é importante não deixar as gavetas cheias de papéis, já que isso pode provocar o aparecimento de traças. Assim, a cada 15 dias é aconselhável reavaliar a necessidade de manter esses itens e descartar os que não forem necessários. Caso tenha muitos documentos, uma boa solução é digitalizá-los no computador, mantendo tudo em nuvem.

Pode ser utilizado um pano levemente úmido para limpar porta-canetas, livros e caixinhas para controlar a poeira. O computador deve ser limpo uma vez por semana. Para evitar o acúmulo de resíduos no teclado, vire-o para baixo e dê leves batidas em uma superfície ou utilize ar comprimido em spray. A limpeza deve ser feita com produtos específicos para eletroeletrônicos, pois água e álcool podem danificar o computador e demais acessórios.

Cozinha

É importante manter os armários limpos e arejados. Além disso, é aconselhável evitar tapetes e fazer limpezas gerais com a seguinte frequência:

  • toalha de mesa e pano de prato — trocar e lavar sempre que apresentarem umidade, sujeira ou mau odor;
  • armários — no mínimo 1 vez por mês;
  • louça suja — evitar o acúmulo na pia, sendo ideal lavar logo após as refeições;
  • esponja — higienizar após utilização para evitar acúmulo de resíduos de alimentos. Dependendo do quanto é utilizada, ela deve ser trocada 1 vez por semana;
  • lixo — prefira recipientes pequenos não acumular restos de alimentos e não deixe exposto por mais de 2 dias.

Banheiro

A limpeza do banheiro deve ser realizada com frequência para ajudar a evitar crises de alergias respiratórias e na pele:

  • toalha de banho — o ideal é que seja lavada no máximo a cada 3 usos e que fique sempre estendida, mesmo se estiver seca, evitando deixá-la jogada no quarto ou banheiro para não acumular ácaros;
  • toalha de rosto — deve ser trocada no mínimo a cada 2 dias;
  • vaso sanitário — por acumular muitas bactérias, precisa ser higienizado diariamente com água sanitária;
  • suporte de escova de dente e saboneteira — devem ser limpos diariamente.

Os principais cuidados gerais que devem ser observados para evitar alergias

Além dos cuidados específicos que comentamos, há também alguns gerais a serem observados para evitar alergias e proporcionar uma vida mais saudável à família, como os que seguem.

Prefira o aspirador de pó à vassoura

As vassouras e os espanadores são grandes inimigos de pessoas alérgicas, pois espalham e levam o pó para cima, piorando os sintomas da alergia. Por isso, é importante utilizar aspirador de pó e um pano úmido para limpar, evitando que a poeira seja transferida de um local para outro, em vez de ser retirada.

Faça uma solução antiácaros caseira e natural

Segundo especialistas, o local em que os ácaros mais se reproduzem é o colchão, sendo que mais de 1,5 milhão de ácaros podem infestar o produto após 2 anos de uso. Caso não tenha sido feita uma limpeza profunda nesse período, 10% do peso do colchão poderá ser proveniente apenas de ácaros.

Embora a limpeza geral da casa contribua muito para o controle dos ácaros, muitas vezes é necessário utilizar produtos específicos (acaricidas) para evitar uma infestação e diminuir a quantidade de ácaros existentes. Veja, a seguir, como preparar e aplicar a solução em diversos locais, como:

  • almofadas;
  • bichos de pelúcias;
  • colchões;
  • cortinas de tecido;
  • estofados em geral;
  • poltronas;
  • roupas de cama;
  • sofás;
  • tapetes;
  • travesseiros.

Para confeccionar um acaricida caseiro, não precisamos de produtos químicos — são necessários apenas alguns materiais que utilizamos no dia a dia para a limpeza, como:

  • borrifador;
  • meio copo de álcool;
  • meio copo de vinagre;
  • 30 gotas de óleo essencial de sua preferência, como lavanda, canela, capim-limão, eucalipto, entre outros.

Coloque os ingredientes no borrifador e agite bem para obter uma solução homogênea. Em seguida, aplique nos locais e objetos de tecido que acumulam pó. Após, aguarde a evaporação da substância e aspire bem para retirar os resíduos dos microrganismos.

Evite o mofo no banheiro

O banheiro é um dos locais mais propícios para que o bolor se instale e fique acumulado. Isso ocorre devido à umidade, que favorece a proliferação de fungos e responsáveis pelas manchas escurecidas nas paredes — muito perigosas para a saúde. Assim que elas forem notadas, é fundamental retirá-las utilizando água sanitária até que desapareçam.

Escolha o piso adequado

O piso utilizado na casa é um dos pontos cruciais para o controle dos ácaros. Os mais indicados são os revestimentos lisos, como a cerâmica, porcelanatos e laminados, pois são mais fáceis de limpar e não soltam pó como os de madeira. Eles podem ser higienizados com um pano úmido ou com máquina de limpeza a vapor.

Lave e dê um “banho de sol” nas roupas

Lavar as roupas e expô-las em seguida ao sol faz com que as fibras dos tecidos fiquem limpas e secas, perdendo a umidade que era a única forma para os microrganismos adquirirem água. Assim, o equilíbrio do ecossistema é quebrado, já que o calor e a corrente de ar alteram o ambiente em que eles se encontravam, desfavorecendo a sua reprodução.

Utilize um pano úmido na limpeza das superfícies

A maneira mais eficiente de retirar o pó das superfícies, como mesas, bancadas e outros móveis, é utilizar um pano macio e levemente umedecido. Assim, além de umidificar o ambiente, tornando-o mais agradável, a poeira não será transferida para outros locais, como ocorre quando se utiliza espanador.

Aspire a casa regularmente

Não fique muito tempo sem aspirar a casa toda, pois os ácaros se proliferam rapidamente e migram para lugares mais favoráveis à sobrevivência. Os minúsculos resíduos que diariamente se espalham pela casa, como células da pele, fios de cabelo, pelos de animais, poeira e outras substâncias alérgenas, se acumulam e, quando não removidas de forma eficaz, geram muitos problemas de saúde.

Aposte em bons produtos para se livrar da poeira

Outro aspecto importante é investir em produtos de limpeza de qualidade. Isso significa optar pelos biodegradáveis e de aroma suave, já que cheiros fortes podem desencadear crises alérgicas. Na falta deles, utilize alguma fórmula caseira, como as que são feitas com álcool, vinagre e óleos essenciais.

Deixe os sapatos na porta da entrada

Um hábito saudável é deixar os sapatos na porta de casa, reduzindo o carregamento de alérgenos, poeira e bactérias da rua para dentro da residência. Para isso, deixe uma sapateira na entrada ou tire os sapatos logo ao entrar, levando-os para um local ventilado, como a varanda ou área de serviço.

Mantenha os objetos organizados

Objetos, livros e brinquedos espalhados e desorganizados são um convite ao acúmulo de pó e ácaros. Por isso, é importante manter a organização, evitando o excesso de itens decorativos e organizando revistas, livros, bonecas e bichos de pelúcia.

A melhor forma de organizar é destinar um espaço para cada objeto, limpando e mantendo a arrumação com frequência. Também é importante evitar o acúmulo de itens em grandes pilhas ou guardá-los em caixas de papelão, já que elas acumulam pó e atraem insetos, contribuindo para as crises alérgicas.

Dê atenção especial à limpeza do quarto

De acordo com estudos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o colchão é o esconderijo predileto dos ácaros. Estima-se que em um único produto é possível encontrar mais de 20 mil desses insetos, situação que piora com o tempo de uso.

O travesseiro também é um bom exemplo do quanto devemos nos preocupar com o aspecto de higiene — em apenas 2 anos de uso, um terço de seu peso é formado por ácaros, sendo importante trocar o produto após esse tempo de utilização.

A mesma pesquisa comprovou, ainda, que os ácaros são eliminados com medidas de prevenção, como a limpeza e higienização regular dos ambientes e objetos. Nesse sentido, é preciso dar uma atenção especial a esse cômodo.

Evite o uso de ventilador

No calor, evite o uso de ventilador, pois ele espalha ainda mais a poeira, contribuindo para a proliferação dos ácaros. Assim, a melhor opção é o ar-condicionado, que além de resfriar o ambiente, desumidifica o ar, tornando o local hostil para os microrganismos.

Higienize o ar-condicionado

A falta de limpeza do ar-condicionado diminui a qualidade do ar, essencial para a saúde das vias respiratórias, já que a poeira e os resíduos presos no filtro criam um ambiente perfeito para o desenvolvimento de ácaros. Por esse motivo, é importante, além de limpar, trocar o filtro periodicamente.

Mantenha o guarda-roupas livre de mofo

Por serem locais que ficam constantemente fechados e sem ventilação, os armários, guarda-roupas e gavetas devem ser limpos pelo menos 1 vez por mês. Também é válido evitar o acúmulo de muitas peças em um só lugar. Para limpar, prefira um pano embebido em vinagre branco, deixando as portas abertas para a secagem natural. Também é importante não se esquecer da parte de cima do móvel, passando sempre um pano para retirar a sujeira.

Lave os brinquedos de pelúcia regularmente

Os bichos de pelúcia são objetos que acumulam muita poeira e ácaros por ficarem expostos constantemente. Eles devem ser lavados a cada 15 dias e, após a secagem, podem ser colocados em sacos plásticos no freezer por 8 a 12 horas, a fim de eliminar qualquer microrganismo resistente.

Evite o acúmulo de umidade na geladeira

A saída de água da geladeira pode acumular microrganismos, devendo ser limpa regularmente. Dessa forma, é importante ficar sempre atento para o excesso de umidade nas prateleiras da geladeira, retirando e limpando o recipiente de saída de água. Na parte interna é aconselhável passar um pano limpo em todas as superfícies, sempre que possível.

Cuide dos animais de estimação

Além dos cuidados com os diversos ambientes da casa, é importante também cuidar dos animais de estimação, como gatos e cachorros. Eles precisam tomar banho 1 vez por semana e terem seus pelos bem escovados diariamente, sendo aconselhável, ainda, evitar que circulem pelos cômodos ou durmam nas camas.

Como vimos, para evitar a ação dos ácaros e outros organismos que provocam e agravam alergias respiratórias e de pele é fundamental adotar alguns cuidados com a casa. O principal deles é a higienização correta e frequente de todos os cômodos, além de móveis e objetos de uso pessoal, como colchão, travesseiros, enfeites e bichos de pelúcia.

Gostou deste artigo? Continue a visita em nosso blog e leia o post que publicamos para entender melhor a diferença entre asma e bronquite!

Você também pode gostar

Deixe um comentário