Gripe em crianças: como prevenir ou tratar?

gripe em crianças
6 minutos para ler

Seja em climas frios ou quentes, a gripe é um problema constante que, quando não tratado, pode trazer complicações sérias de saúde, principalmente quando se trata de crianças.

Neste texto, você entenderá quais são as principais consequências e como prevenir o aparecimento da gripe em crianças, além de descobrir a importância dessa imunização. Acompanhe!

Quais são as principais complicações da gripe?

Mesmo que aparente ser uma doença simples, a gripe pode trazer grandes problemas quando acomete pessoas de grupos de risco, como crianças menores de 5 anos e idosos acima de 60.

Um dos órgãos mais prejudicados pela gripe é o pulmão, onde há o risco de inflamações. Com isso, a respiração pode ficar comprometida, além de aumentar as chances de infiltração de algum vírus.

Também é comum que gripes não tratadas evoluam para um caso de pneumonia, principalmente entre aqueles que tenham imunidade baixa. Além disso, pode ocorrer uma insuficiência respiratória, podendo levar até mesmo à morte.

A bronquiolite é um problema que costuma aparecer em crianças devido a complicações de uma gripe maltratada. O problema é uma infecção nos bronquíolos, as ramificações que levam o oxigênio aos pulmões.

Entretanto, não são apenas os pulmões que podem ser afetados. Por conta da dificuldade do transporte de oxigênio, diversos órgãos podem ter seu funcionamento indiretamente prejudicado. É o caso do cérebro: uma gripe negligenciada pode causar encefalite, uma inflamação cujos sintomas são sonolência, confusão mental e pode até mesmo deixar o indivíduo em coma.

Outra doença que pode ser causada por uma simples gripe é a miocardite, que também é uma inflamação, mas acomete o músculo cardíaco, causando insuficiência cardíaca.

Epidemias de mutações do vírus são outros problemas relacionados à gripe. Em 2019, a H1N1 foi responsável por 222 mortes, apesar do surto da doença ter acontecido anos antes e de uma vacina contra a enfermidade já ter sido produzida e distribuída para a população.

Porque é importante prevenir a gripe em crianças?

Como abordamos, as crianças se encaixam no considerado fator de risco para a gripe, pois seu sistema imunológico ainda não está completamente desenvolvido e seu corpo não é tão resistente quanto o de um adulto.

Por isso, é muito importante evitar que elas peguem gripe. Caso essa situação aconteça, faça com que seu tratamento seja realizado o mais rápido possível, diminuindo consideravelmente a chance de que complicações decorrentes da doença ocorram.

Por isso, é muito importante ter atenção ao cartão de vacinação de seu filho e seguir as orientações de um médico, já que é por meio das vacinas que a criança ficará imune a diversos tipos de doenças e terá uma resistência maior, incluindo contra a gripe.

As vacinas podem ser tomadas gratuitamente em uma unidade de saúde e, caso não sejam aplicadas corretamente, existe o risco dos pais terem a guarda legal da criança retirada.

Como prevenir a gripe em crianças?

Agora que você conheceu as principais complicações que a gripe pode causar, assim como a importância de evitar que seus filhos peguem a doença, é hora de conferir algumas dicas de como fazer as crianças ficarem longe do problema.

Vacine seus filhos

A primeira e mais importante dica é vacinar as crianças contra a gripe. Como esse vírus passa por mutações constantes, uma dose tomada há muito tempo pode não funcionar nas novas versões da doença.

Como já falado neste post, as vacinas são gratuitas e as crianças têm prioridade para o seu uso. Por isso, não perca a chance de imunizar os seus filhos, sem se esquecer de que as doses são contraindicadas a bebês menores de 6 meses.

Estimule uma alimentação saudável

Existe uma série de alimentos que ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Vegetais com folhas verde-escuras, como couve, brócolis e espinafre, são ricos em vitamina B12, A e B6, que auxiliam no desenvolvimento das células imunes, diminuindo o risco de infecções.

Frutas ricas em vitamina C, como acerola, laranja e goiaba, também são grandes aliadas do tratamento e prevenção da gripe, pois regulam a flora intestinal e estimulam a produção de glóbulos brancos no corpo.

Cuide da sua saúde e das pessoas próximas à criança

A gripe é uma doença transmissível pelo ar, já que quando uma pessoa espirra, tosse ou até fala perto de alguém saudável, o vírus pode se alojar no corpo da pessoa, fazendo com que ela também tenha chances de contrair a gripe.

Por isso, é importante se certificar de que toda família esteja devidamente imunizada contra o vírus da doença. Também vale verificar se a creche ou a escola que criança frequenta está tomando medidas para evitar um surto dentro da instituição.

Saiba a diferença entre gripe, resfriado e alergia

Muitas pessoas podem confundir os sintomas de resfriado, gripe a alergia, mas são problemas diferentes que necessitam de tratamentos distintos. Os resfriados, por exemplo, podem ser causados por diversos vírus e não há uma vacina específica para tratar o problema.

No caso das alergias, existem diversas causas que não se relacionam apenas a um vírus, podendo ser causadas pelo cheiro de um perfume, poeira e outras substâncias. Assim, é necessário identificar o componente causador da alergia e eliminá-lo do contato com a criança.

Por isso, em caso de qualquer sintoma suspeito, leve a criança até um centro de saúde, já que apenas um médico capacitado poderá dizer qual é o tipo de doença e o melhor tratamento.

Vacine-se durante o período de gestação

No caso das mamães que estejam grávidas, é importante que elas estejam atentas e se imunizem corretamente contra o vírus da gripe.

Apesar de a doença não costumar evoluir para um quadro mais grave em gestantes, é importante se proteger para que a doença seja curada o mais rápido possível e evitar o aparecimento da gripe durante os 9 meses de gestação.

Neste post você descobriu como prevenir a gripe em crianças, além de conhecer as suas principais complicações. Assim, você já pode investir em uma alimentação saudável e tomar outras medidas para deixar as crianças mais saudáveis e fortes!

Gostou deste texto? Então assine a nossa newsletter e não perca outros conteúdos relevantes para você!

Você também pode gostar

Deixe um comentário